quarta-feira, 1 de janeiro de 2014

No Caminho do Tempo...

Insanidade leva ao caos...
Em seguida, a solidão ...
Os esforços infrutíferos de adicionar
Significado para aquilo que não tem sentido
Uma lágrima solitária amaldiçoada
Que Cai ao mar ...
O eco das estrelas restantes
Gritos no vácuo infinito
O mínimo que posso fazer
É enviar minhas Preces distantes
Sobre o vento,
Navegando em sonhos ...


Qual foi o começo de tudo isto?
Quando o destino começou a mudar?
Talvez seja impossível entender a resposta agora,
Do profundo fluxo do tempo ...
Mas, para uma certeza, então
Nós amamos tantos, mas odiamos tanto,
Nós machucamos pessoas , e machucamos a si mesmos
Mas mesmo então, corremos como o vento,
Enquanto nossas gargalhadas ecoam,
Sobre o céu colorido ...
Eu vou te encontrar...
Mesmo que eu tenha que procurar em todo o mundo...
Algum momento, em algum lugar...
tenho a certeza que... 


Eu segui 
Eu segui este caminho distante à procura
Daquela luz cintilante 
Fechada nas mãos de uma criança,
Vagando a beira do tempo.


Eu continuei te procurando,
Embora não soubesse seu nome,
Porque eu quis compartilhar
Este sentimento com você.


O tempo envolve tanto o amor quanto a dor,
Até que ambos sumam.
Mas eu ainda lembro deles
E sempre lembrarei.


Embora eu não possa recordar de quando
Um sussurro começara a ecoar
Profundamente em meu coração,
Mais fraco do que gotas do orvalho da noite.


Talvez esta oração que rogo
Passe pela escuridão de minhas estrelas congeladas
E chegue aos céus acima de você,
Tão distantes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Poderá Também Gostar De:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...